Categoria: Economia

Principais direitos trabalhistas não serão retirados, diz Guedes

Da Redação SPRIO+ • 8/02/2019 • 1 semana atrás




 

A eventual modernização da legislação trabalhista buscará preservar os principais direitos dos trabalhadores, disse hoje (7) o ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele disse que a principal ideia da equipe econômica consiste em diminuir encargos trabalhistas e dar mais opções para os empregadores e os empregados conseguirem se introduzir no mercado formal de trabalho.

“Estamos conversando sobre como consertar esse regime previdenciário e como dar opções para as futuras gerações. Todos os direitos [trabalhistas] serão preservados. Ninguém mexe nos direitos. Você [o governo] só dá mais opções”, disse Paulo Guedes ao responder se a carteira verde-amarela para os trabalhadores jovens, estudada pelo governo, criará trabalhadores de primeira e de segunda classes.

O ministro falou com a imprensa após se reunir com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Segundo Guedes, todas as mudanças para os trabalhadores serão discutidas dentro do regime democrático, com as partes tendo o direito de opinar e de apresentar sugestões. Ele, no entanto, disse que os sindicatos – de empregados e de patrões – precisarão ter paciência porque o governo pretende retirar privilégios ao modernizar a legislação trabalhista.

“A única certeza que os sindicatos podem ter é que a vida não vai ser como antigamente, onde os líderes sindicais têm uma vida muito boa à custa dos trabalhadores que não têm emprego nem benefícios previdenciários corretos”, disse Guedes.

O ministro esclareceu que mudanças nos direitos trabalhistas só serão discutidas após a aprovação da reforma da Previdência. Ele reiterou que a reforma da Previdência não mexerá em nenhum direito trabalhista, apenas buscará garantir a solvência do sistema de aposentadoria, que está “fiscalmente insustentável”.

Guedes ressaltou que caberá ao presidente Jair Bolsonaro decidir alguns pontos da proposta, como idade mínima, tempo de transição e se a mudança do regime de repartição para capitalização será encaminhada agora ou numa etapa posterior. Assim como nos últimos dias, o ministro voltou a dizer que o governo buscará retirar privilégios de algumas categorias e permitir que trabalhadores hoje no mercado informal possam contribuir para a Previdência.

“Existem 46 milhões de trabalhadores brasileiros que não conseguem contribuir e vão envelhecer. A Previdência não vai conseguir tomar conta deles se não fizermos as reformas. Esses interesses corporativos de sindicatos, seja de trabalhadores, seja patronais, são de falsas lideranças que aprisionaram o Brasil num sistema obsoleto, que cria desemprego, fabrica privilégios, sustenta diferenças e iniquidades. E pior, está afundando o país”, disse o ministro.

Fonte: Wellton Máximo e Gilberto Costa/Agência Brasil

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil



A matéria continua após a publicidade
Publicidade

Publicidade

Últimas noticias

Destaque, Esporte, Política

Após tragédia no Ninho do Urubu, CTs são fiscalizados e interditados

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Após a tragédia no Ninho do Urubu, que matou dez atletas da base do Flamengo, as autoridades passaram a …

31 minutos atrás
Esporte

Taubaté visita o Juventus visando a recuperação na Série A2

Depois de três jogos sem vitória, o Taubaté visita o Juventus da Mocca, neste domingo (17), na Rua Javari, às …

12 horas atrás
Esporte

Na estreia de Ricardo Navajas, Vôlei Taubaté vence Itapetininga

O Taubaté recebeu o Itapetininga neste sábado (16), em jogo que marcou a estreia do técnico interino Ricardo Navajas no …

13 horas atrás
Esporte

Vôlei São José perde a quarta seguida na Superliga B

O São José Vôlei recebeu o Juiz de Fora nesta tarde de sábado (16) buscando a primeira vitória na Superliga …

13 horas atrás
Cidades, Destaque, Polícia

Justiça barra evento Bloco do Pimenta em Caçapava

A Justiça barrou a realização do evento bloco do pimenta que aconteceria neste sábado em Caçapava. A decisão judicial foi …

15 horas atrás
Cidades

São José tem cerca de 80 mil animais nas ruas; número de adoções cresce

Foto: Rogério Marques/OVale
São José dos Campos tem mais de 80 mil animais abandonados nas ruas, à espera de um amigo. …

21 horas atrás
Cidades, Destaque

Quase 100% das escolas municipais funcionam sem vistoria contra incêndio na RMVale

Foto: Charles Moura/PMSJC
Em quatro das maiores cidades do Vale do Paraíba, 98% das escolas municipais de ensino fundamental não possuem …

22 horas atrás
Cidades, Economia

Carnaval vai render R$ 6,78 bilhões ao país, estima CNC

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
O carnaval brasileiro deve render este ano R$ 6,78 bilhões ao país. Segundo pesquisa divulgada hoje (15) pela Confederação Nacional …

1 dia atrás
Cidades

Com obra paralisada, Arco da Inovação tem audiência de conciliação marcada

Foto: Charles Moura/PMSJC
A 1ª Vara da Fazenda Pública suspendeu temporariamente a obra do Arco da Inovação, a ponte estaiada que …

1 dia atrás
Esporte

São José Vôlei recebe Juiz de Fora em busca da primeira vitória na Superliga B

Em busca da primeira vitória, o São José Vôlei recebe o Juiz de Fora neste sábado (13), em partida válida …

1 dia atrás