Categoria: Política

Governadores se reúnem para debater texto da reforma da Previdência

Da Redação SPRIO+ Publicado em 11/06/2019, às 13:30 • Atualizado em 11/06/19, às 13:28




Pedro Peduzzi/Agência Brasil

Foto: Paulo H Carvalho/Agência Brasilia

Chefes de governos estaduais participam hoje (11) em Brasília da 5ª Reunião do Fórum de Governadores. Eles buscam encontrar um consenso mínimo visando a uma proposta de reforma previdenciária em melhores condições de ser aprovada pelo Legislativo. Também participam do encontro o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, Marcelo Ramos, e o relator do projeto, Samuel Moreira

Ao chegar, Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, reforçou que a reunião pretende consolidar um “consenso mínimo” para a reforma da Previdência. “Estamos buscando criar um ambiente político que dê sustentação para que os deputados se sintam confortáveis [para votar] e para conscientizar a população de que a reforma é importante”

Segundo ele, a reforma dará “sinal claro” para que investimentos sejam feitos no país. “Estados e municípios têm de estar dentro porque, caso contrário, será uma meia reforma. E uma meia reforma injetará apenas meio entusiasmo nos investidores”

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, defendeu as mesmas regras para servidores federais, estaduais e municipais. “As regras devem ser as mesmas porque as condições de trabalho dos servidores são parecidas em todos os lugares”.

Carta

O encontro ocorre após a divulgação antecipada de uma carta pública, no dia 6, que desagradou a alguns governadores da Região Nordeste – o que resultou na divulgação de outra carta, no mesmo dia, assinada por todos os governadores nordestinos.

Sobre a insatisfação de alguns governadores com a carta, Eduardo Leite disse que “fazer a governança de governadores não é algo simples porque todos tem a mesma governança hierárquica”, e que os chefes dos governos estaduais não mandam nos votos dos deputados. “Mas podemos dar respaldo com posicionamentos claros e efetivos”, acrescentou.

A primeira carta, assinada por sete dos nove governadores da região, ressaltava a importância de os estados serem garantidos no texto por causa do déficit nos regimes de aposentadoria e pensão de seus servidores. Já a segunda carta acrescentava pontos específico, que querem ver retirados da proposta inicial, como as mudanças no Benefício de Prestação Continua (BPC) e nas aposentadorias rurais. Eles questionaram também a desconstitucionalização da Previdência e o sistema de capitalização, no qual se baseia o regime futuro de Previdência.

Pauta

A pauta, previamente distribuída, do encontro em Brasília é extensa: prevê discussões em torno de temas que afetam diretamente o caixa dos governadores. Entre os temas estão o chamado de Plano Mansueto – pacote de ajuda aos estados em dificuldades financeiras – a Lei Kandir, Cessão Onerosa/ Bônus de Assinatura além da PEC 51/19, que trata da ampliação do Fundo de Participação dos Estados (FPE) no Orçamento da União e do Novo Marco Legal do Saneamento Básico.

Embora o déficit previdenciário dos estados ultrapasse os R$ 90 bilhões por ano, líderes da Câmara resistem em aprovar regras mais duras para aposentadorias de servidores estaduais e municipais. No Congresso, a avaliação dos que resistem à ideia é de que governadores e prefeitos não podem transferir para deputados e senadores o desgaste político de medidas impopulares nos órgãos legislativos.

Os municípios também querem garantir que serão mantidos no texto da reforma da Previdência. Na semana passada, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Glademir Aroldi, levou ao presidente e ao relator da comissão especial da reforma, respectivamente Marcelo Ramos (PL-AM) e Samuel Moreira (PSDB-SP), um documento assinado pelos presidentes das entidades estaduais que destaca a importância de estabelecer um modelo previdenciário sustentável para a atual e as futuras gerações.

O documento estima uma redução de despesas de R$ 41 bilhões em quatro anos e R$ 170 bilhões em dez anos com aposentadorias e pensões para os 2.108 municípios com Regime Próprio de Previdência Social (RPPS). Levantamento feito pela entidade mostra que a redução de custos possível, caso haja a reforma, poderá motivar os demais municípios a adotarem o RPPS. Se os municípios criarem um regime próprio, a CNM estima redução média nas taxas de contribuição de 55% – referentes à alíquota patronal para o RGPS e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Mesmo para os que se mantiverem no Regime Geral de Previdência Social, a PEC traz ganhos, ao obrigar a desvinculação do servidor aposentado de suas funções na prefeitura.



A matéria continua após a publicidade
Publicidade

Deixe seu comentário:
Os comentários não representam a opinião da SP Rio +. A responsabilidade é do autor da mensagem.
Publicidade:
Últimas noticias
Cidades

Caraguatatuba anuncia investimento de R$ 30 milhões em drenagem

Foto: Claudio Gomes/PMC
A Prefeitura de Caraguatatuba anunciou nesta sexta-feira (14) que serão realizadas obras contra drenagem em todas as regiões …

7 horas atrás
Cidades, Mais Destaques

Poupatempo inicia reabertura gradual a partir de 26 de agosto na RMVale

Foto: PMSJC
O Governo do Estado de São Paulo anunciou a reabertura gradual do Poupatempo em cidades que estão nas fases …

7 horas atrás
Cidades

Obra de acesso para a avenida Jorge Zarur é finalizada em São José dos Campos

Foto: Claudio Vieira/PMSJC
A Prefeitura de São José dos Campos liberou nesta quinta-feira (13) a obra que dá acesso a avenida …

8 horas atrás
Cidades, Mais Destaques

São José dos Campos realizará desinfecção no Calçadão da Rua 7 de Setembro

Foto: Claudio Vieira/PMSJC
A Prefeitura de São José dos Campos anunciou que a Urbam (Urbanizadora Municipal) realizará uma limpeza geral e …

8 horas atrás
Economia, Política

Paulo Guedes anuncia novos secretários especiais

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou os substitutos dos dois secretários especiais que pediram demissão na última …

11 horas atrás
Cidades, Mais Destaques

Prefeitura de São José dos Campos libera ligação entre o Floresta e a Via Cambuí

Foto: Charles Moura/PMSJC
O tráfego na avenida Madre Tereza de Calcutá, que faz a ligação da região do Condomínio Floresta com …

12 horas atrás
Economia

Caixa credita auxílio emergencial para 4 milhões de nascidos em agosto

Foto: Marcello Camargo/Agência Brasil
A Caixa credita hoje (14) o auxílio emergencial para 4,096 milhões de beneficiários. São 4 milhões de …

12 horas atrás
Destaque, Economia

Embraer encerra inscrições PDV nesta sexta-feira

Foto: Divulgação
O Programa de Demissão Voluntária (PDV) da Embraer se encerra as inscrições nesta sexta-feira (14). O PDV foi aberto …

12 horas atrás
Economia, Mais Destaques

São Sebastião libera 100% da capacidade de lojas e salões de beleza

Foto: PMSS
A Prefeitura de São Sebastião anunciou nesta quarta-feira (12) novas regras de flexibilização da quarentena na cidade. As regras …

1 dia atrás
Esporte

Conmebol divulga jogos da Copa América e libera trocas para mata-mata

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
O Brasil começa a defender o título da Copa América no dia 13 de junho do ano …

1 dia atrás