fbpx
Categoria: Destaque, Meio Ambiente

Com outubro menos chuvoso desde 2014, represas do Vale perdem 20%

O Inpe registrou 60 milímetros de chuva na região, 54% a menos da expectativa para o mês.

Xandu Alves/OVALE - Publicado em 29/11/2019, às 9:43 • Atualizado em 29/11/19, às 9:43




Com outubro menos chuvoso desde 2014, represas do Vale perdem 20%

Foto: Xandu Alves/OVALE

O mês de outubro deste ano teve o menor volume de chuvas dos últimos cinco anos, segundo dados do Cptec (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos).

No mês, o serviço do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) registrou 60 milímetros de chuva na região, 54% a menos da expectativa para o mês, cuja média histórica é de 130 mm.

Cada milímetro equivale a um litro de água acumulada por metro quadrado. É uma forma de medir a quantidade de chuvas numa localidade. O valor é medido por pluviômetros.

COMPARAÇÃO

No ano passado, outubro registrou 180 mm de chuva, com 110 mm em 2017, 130 mm em 2016 e 100 mm em 2015. As chuvas deste ano só superaram o mês de outubro de 2014, que registrou 15 mm. Na ocasião, a região enfrentava a pior crise hídrica dos últimos 80 anos.

Com menos chuva em outubro, os reservatórios da bacia do Rio Paraíba do Sul perderam 20% do volume útil desde o início da estação chuvosa, com a chegada da primavera, em setembro. Os dados são da ANA (Agência Nacional de Águas).

O reservatório equivalente espécie de média das quatro represas caiu de 42,35% em 19 de setembro para 33,83% nesta quinta-feira.

Trata-se do menor volume de água nas represas do Vale desde fevereiro deste ano, quando estavam com 38%. O pico de água no ano ocorreu em junho, com 58%.

Entre as quatro represas da bacia, a de Paraibuna, a maior e mais importante para a região, foi a que perdeu mais água neste período, recuando 30% no volume de água: 30,5% contra 43,4%.

O reservatório de Santa Branca perdeu 18% (33,63% ante 41,16%), a represa de Jaguari recuou 6% (46,31% contra 49,26%) e a de Funil perdeu 4% (32% a 33,4%).

Segundo o engenheiro Luiz Roberto Barretti, membro do CBH-PS (Comitê das Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul), a situação merece atenção dos moradores que se beneficiam das águas da bacia do Rio Paraíba do Sul.

“A crise hídrica é a gente quem faz quando gasta mais água, o que interfere no reservado”, afirmou.

CRISE DA ÁGUA

Após a crise hídrica entre 2014 e 2015, o consumo de água caiu no Vale, em razão da necessidade de contenção dos gastos durante o período de escassez.

Levantamento da Sabesp feito a pedido de OVALE revela que o consumo de água no Vale do Paraíba caiu 14% na comparação entre 2014 e 2018.

No início da crise hídrica, o consumo residencial na região era de 14,3 mil litros mensais, em média. Atualmente, caiu para 12,3 mil litros por mês.

“O legado é uma prova de que a população tem evitado o desperdício e segue atenta ao uso racional da água”, informou a Sabesp, principal fornecedora de água na região.

No Litoral Norte, segundo a companhia, o consumo de água não sofreu variação. Na Grande São Paulo, o consumo de água caiu 18%.

“Apesar da queda no consumo e da situação satisfatória dos mananciais, a consciência para o uso racional da água é permanente”, disse a Sabesp..



A matéria continua após a publicidade
Publicidade

Publicidade
Últimas noticias
Cidades

Motociclista atropela bezerro na Rodovia dos Tamoios

Foto: Grupo Ocorrência 24h
Um motociclista ficou ferido depois de atropelar um bezerro na Rodovia dos Tamoios nesta sexta-feira (17). O …

2 horas atrás
Cidades, Destaque

Represas da RMVale ganham 22% de água em 75 dias, afirma a ANA

Foto: Xandu Alves/OVale

As represas da bacia do rio Paraíba do Sul elevaram em 22% a quantidade de água, nos últimos …

4 horas atrás
Esporte, Política

Prefeitura de São José busca acordo para o Fadenp em ação judicial

Foto: Divulgação/São José Vôlei

Após revés no Tribunal de Justiça e depois de ser acusado de “má-fé processual” pelo Ministério Público, …

6 horas atrás
Economia

Atraso em repasses faz municípios do Vale gastarem mais do que arrecadam

Foto: Divulgação

Atraso em repasses governamentais é o principal motivo do déficit nas finanças de 10 cidades do Vale do Paraíba, …

6 horas atrás
Agenda Cultural

Agenda Cultural – 17/01/2020

Confira a agenda da SP RIO+ para este fim de semana:

Vale do Rugby em São José dos Campos;
Espaço Explore em …

1 dia atrás
Cidades, Geral

Capirava é resgatada por bombeiros após invadir casa em Campos do Jordão

Foto: Divulgação
Uma capivara de grande porte invadiu uma residência na noite desta quinta-feira (16) e foi resgatada por bombeiros na …

1 dia atrás
Cidades

Viaduto da Independência, em Taubaté tem nova interdição nesta sexta-feira

Foto: Divulgação/PMT
O Viaduto da Independência, em Taubaté tem uma nova interdição entre 20h desta sexta-feira (17) e 5h de sábado …

1 dia atrás
Cidades

Prefeitura de São José começa a distribuir carnês do IPTU

Foto: Charles Moura/PMSJC
A Prefeitura de São José dos Campos começa a distribuir nos próximos dias aproximadamente cerca de 247 mil …

1 dia atrás
Economia

Azul confirma pedido firme de 75 aeronaves da Embraer

Foto: Alan Santos/PR
O presidente da Azul, John Rodgerson, confirmou que a companhia acrescentou 24 aeronaves à encomenda já feita de …

1 dia atrás
SPRIO+ Entrevista

SPRIO+ Entrevista – Fernando Diniz (Prefeito de Caçapava)

Entrevista ao vivo com o prefeito de Caçapava, Fernando Diniz (PV). Na bancada os jornalistas Douglas Cruz e Thais Leite.
O …

1 dia atrás