fbpx
Categoria: Destaque, Meio Ambiente

Com outubro menos chuvoso desde 2014, represas do Vale perdem 20%

O Inpe registrou 60 milímetros de chuva na região, 54% a menos da expectativa para o mês.

Xandu Alves/OVALE - Publicado em 29/11/2019, às 9:43 • Atualizado em 29/11/19, às 9:43




Com outubro menos chuvoso desde 2014, represas do Vale perdem 20%

Foto: Xandu Alves/OVALE

O mês de outubro deste ano teve o menor volume de chuvas dos últimos cinco anos, segundo dados do Cptec (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos).

No mês, o serviço do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) registrou 60 milímetros de chuva na região, 54% a menos da expectativa para o mês, cuja média histórica é de 130 mm.

Cada milímetro equivale a um litro de água acumulada por metro quadrado. É uma forma de medir a quantidade de chuvas numa localidade. O valor é medido por pluviômetros.

COMPARAÇÃO

No ano passado, outubro registrou 180 mm de chuva, com 110 mm em 2017, 130 mm em 2016 e 100 mm em 2015. As chuvas deste ano só superaram o mês de outubro de 2014, que registrou 15 mm. Na ocasião, a região enfrentava a pior crise hídrica dos últimos 80 anos.

Com menos chuva em outubro, os reservatórios da bacia do Rio Paraíba do Sul perderam 20% do volume útil desde o início da estação chuvosa, com a chegada da primavera, em setembro. Os dados são da ANA (Agência Nacional de Águas).

O reservatório equivalente espécie de média das quatro represas caiu de 42,35% em 19 de setembro para 33,83% nesta quinta-feira.

Trata-se do menor volume de água nas represas do Vale desde fevereiro deste ano, quando estavam com 38%. O pico de água no ano ocorreu em junho, com 58%.

Entre as quatro represas da bacia, a de Paraibuna, a maior e mais importante para a região, foi a que perdeu mais água neste período, recuando 30% no volume de água: 30,5% contra 43,4%.

O reservatório de Santa Branca perdeu 18% (33,63% ante 41,16%), a represa de Jaguari recuou 6% (46,31% contra 49,26%) e a de Funil perdeu 4% (32% a 33,4%).

Segundo o engenheiro Luiz Roberto Barretti, membro do CBH-PS (Comitê das Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul), a situação merece atenção dos moradores que se beneficiam das águas da bacia do Rio Paraíba do Sul.

“A crise hídrica é a gente quem faz quando gasta mais água, o que interfere no reservado”, afirmou.

CRISE DA ÁGUA

Após a crise hídrica entre 2014 e 2015, o consumo de água caiu no Vale, em razão da necessidade de contenção dos gastos durante o período de escassez.

Levantamento da Sabesp feito a pedido de OVALE revela que o consumo de água no Vale do Paraíba caiu 14% na comparação entre 2014 e 2018.

No início da crise hídrica, o consumo residencial na região era de 14,3 mil litros mensais, em média. Atualmente, caiu para 12,3 mil litros por mês.

“O legado é uma prova de que a população tem evitado o desperdício e segue atenta ao uso racional da água”, informou a Sabesp, principal fornecedora de água na região.

No Litoral Norte, segundo a companhia, o consumo de água não sofreu variação. Na Grande São Paulo, o consumo de água caiu 18%.

“Apesar da queda no consumo e da situação satisfatória dos mananciais, a consciência para o uso racional da água é permanente”, disse a Sabesp..



A matéria continua após a publicidade
Publicidade

Publicidade
Últimas noticias
Cidades, Educação

Senac de Guaratinguetá abre mais de 900 vagas para bolsa de estudo

Foto: Divulgação
O Senac Guaratinguetá está com mais de 900 vagas abertas para bolsas de estudo em cursos livres e técnicos, …

11 horas atrás
Destaque, Economia

Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite do saque imediato do FGTS

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
O limite do saque imediato das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) passou …

12 horas atrás
Cidades

Caravanas de Natal passam pela região oeste nesta quinta-feira em São José

Foto: Divulgação/PMSJC
As Caravanas de Natal do projeto “Natal Iluminado” vão passar pela zona oeste de São José dos Campos nesta quinta-feira …

13 horas atrás
Esporte

Meninas da Águia estreiam no Brasileirão contra o Internacional em fevereiro

Foto: Camila Souza/SC Internacional
A CBF divulgou nesta quinta-feira (12) uma tabela básica do Campeonato Brasileiro Feminino de 2020. O São …

14 horas atrás
Cidades, Emprego

Pat de São José dos Campos oferece 47 vagas de emprego nesta quinta-feira

Foto: Claudio Vieira/ PMSJC
O PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de São José dos Campos disponibilizou nesta quinta-feira (12) 47 …

15 horas atrás
Cidades

Promessa, ampliação do COI de Taubaté é concluída por Ortiz

Fonte: Arquivo/OVALE
Após dois adiamentos, foi concluída esse mês a instalação das 30 novas câmeras de monitoramento do COI (Centro de …

15 horas atrás
Cidades

Diretores do HU de Taubaté faltam a convocação do Legislativo

Foto: Divulgação
Nenhum diretor daAssociação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina compareceu à Câmara de Taubaté na noite dessa quarta-feira para …

15 horas atrás
Cidades, Política

Câmara de Jacareí aprova subsídio de R$ 1,2 milhão no transporte

Foto: /Rogério Marques/Arquivo OVALE
O prefeito Izaias Santana (PSDB) vai conceder aproximadamente R$ 1,2 milhão de subsídio no transporte coletivo em …

15 horas atrás
Esporte

Filipinho fica fora, mas Medina se classifica para Tóquio 2020

Foto: Divulgação
O surfista brasileiro Gabriel Medina, de São Sebastião, garantiu,  nesta quarta-feira (11), sua vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio …

15 horas atrás
Cidades, Destaque

Duplicação da Tamoios sofre atraso e ficará para 2021

Foto: Divulgação
A obra de duplicação da Rodovia dos Tamoios, antes prevista para ser finalizada até dezembro de 2020, agora deve …

16 horas atrás